terça-feira, 16 de julho de 2024

O Programa Trabalho Protegido na Adolescência da FIA-RJ está com as inscrições abertas


O Programa Trabalho Protegido na Adolescência (PTPA) da FIA-RJ está com as inscrições abertas para o curso de qualificação que irá te preparar para um futuro melhor no mercado de trabalho, com vagas em unidades específicas, referente ao segundo semestre do ano de 2024.

Por meio do curso, você terá a possibilidade em estagiar em órgãos públicos e em parcerias privadas. Comece agora, corra pra fazer sua inscrição.

O PTPA é uma parceria da Fundação, que é do Governo do Estado, com a Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ).

Podem se inscrever os adolescentes que cumpram os pré-requisitos estabelecidos abaixo:
  1. Adolescentes que tenham de 15 (quinze) anos a 16 (dezesseis) anos e 5 (cinco) meses tomando como referência o intervalo de datas de nascimento compreendido entre 11/02/2008 e 10/07/2009;
  2. Estejam matriculados e frequentando efetivamente o Ensino Fundamental II, o ensino médio, o Programa de Educação de Jovens e Adultos (EJA) ou o Programa Nacional de Inclusão de Jovens (PROJOVEM URBANO), preferencialmente, nas redes públicas de ensino ou na rede privada com bolsa de 100% (cem por cento) dos custos.
Estejam preferencialmente, mas não exclusivamente, enquadrados nas categorias:
  • Oriundos de famílias monoparentais;
  • Oriundos de famílias cadastradas em programas de transferência direta ou indireta de renda (Por exemplo: Bolsa Família, Renda Menor Jovem, BPC, entre outros.);
  • Cumprindo medidas socioeducativas;
  • Apresentem defasagem na correlação série/idade;
  • Pessoas com Deficiência, e que, por meio de um processo seletivo inclusivo, e que lhe tenham garantido o direito de escolha, respeitando suas aspirações, interesses e talentos. Além disso, deverão estar preparados para participar ativamente do projeto, demonstrando um nível apropriado de envolvimento com os conteúdos delineados, visando ao progresso necessário para futuras oportunidades de estágio e desenvolvimento profissional;
  • Em tratamento do uso de álcool e outras drogas;
  • Participantes ou egressos de programas sociais especiais, tais como: vítimas de violência, exploração sexual e em situação de vulnerabilidade.
Link para inscrição: https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSeS-fvfLFCH9UMOjQH_MaZYVJ9N0MZ-DeFAK_b6ywi7iiSrGw/viewform

segunda-feira, 15 de julho de 2024

Estudo encontra grande teor alcoólico em pães de forma, o que pode causar multa no teste do bafômetro


Um estudo realizado pela Associação Brasileira de Defesa do Consumidor analisou 10 marcas de pão de forma vendidas nos mercados e revelou que algumas dessas marcas populares contêm altos níveis de álcool. Em três delas, a quantidade de álcool encontrada poderia fazer com que motoristas fossem flagrados por embriaguez em testes do bafômetro.

As marcas analisadas foram: Pulmann, Visconti, Bauducco, Wickbold 5 Zeros, Wickbold Sem Glúten, Wickbold Leve, Panco, Seven Boys, Wickbold e Plusvita.


Os pesquisadores descobriram que seis dessas marcas poderiam ser classificadas como alimentos alcoólicos, caso essa classificação existisse. No pão da Visconti, por exemplo, a porcentagem de álcool encontrada foi de 3,37%, enquanto na Bauducco foi de 1,17%. Já na Wickbold 5 Zeros foi de 0,89%. No Brasil, a legislação determina que bebidas com teor de álcool acima de 0,5% sejam consideradas alcoólicas.

Quantidade de álcool encontrada nos pães de forma:

Visconti - 3,37%
Bauducco - 1,17%
Wickbold 5 Zeros - 0,89%
Wickbold SG - 0,66%
Wickbold Leve - 0,52%
Panco - 0,51%
Seven Boys - 0,50%
Wickbold - 0,35%
Plus Vita - 0,16%
Pulmann - 0,05%
A pesquisa indica que consumir duas fatias de pão de forma da Visconti, da Bauducco ou da Wickbold, pode representar um risco para motoristas em testes do bafômetro.

O processo do álcool no pão

O processo de fermentação, que faz o pão crescer, produz álcool. Embora a maior parte evapore durante o cozimento, a Associação Brasileira de Defesa do Consumidor descobriu que algumas empresas utilizam um conservante diluído em álcool para evitar a perda do produto devido ao mofo, aumentando assim a durabilidade.

Essa quantidade deveria ser mínima e evaporar até que o pão chegasse ao consumidor, mas a pesquisa mostrou que isso não está acontecendo, possivelmente devido à quantidade de conservante usada.

Como o pão é um alimento extremamente perecível, para evitar um mofo, a indústria acaba usando conservantes diluídos em álcool, mas segundo esse estudo, a dose usada pode ser exagerada.

Segundo a legislação, um teste do bafômetro não pode registrar mais de 0,04 mg/l. De 0,05 mg/l a 0,33 mg/l é considerada infração gravíssima e acima disso é crime de trânsito.

A pesquisa avaliou o risco de um motorista ultrapassar o limite legal no teste após consumir duas fatias de pão. Três marcas representaram esse risco.

Marcas que colocariam motoristas em risco no teste do bafômetro:

Visconti - 1,69%
Bauducco - 0,59%
Wickbold 5 Zeros - 0,45%




quinta-feira, 11 de julho de 2024

Homem é preso durante operação policial em Itaguaí


Policiais do 24º BPM (Queimados) realizaram uma operação na comunidade Brisa Mar, no município de Itaguaí, na Baixada Fluminense, nesta quarta-feira (10). Um indivíduo foi detido e uma pistola apreendida, além de um rádio transmissor e material entorpecente a ser contabilizado. 


quarta-feira, 10 de julho de 2024

Firjan SENAI abre quase 2 mil vagas em cursos técnicos de nível médio gratuito


Com o compromisso de proporcionar acesso à educação de qualidade, a Firjan SENAI está com inscrições abertas para 1.895 vagas gratuitas em cursos técnicos de nível médio para todo o estado do Rio. Os cursos técnicos abrangem diversas áreas e são distribuídos em unidades e centros de referência por todo o estado. Na Baixada Fluminense, há vagas em Duque de Caxias, Nova Iguaçu e Itaguaí.

Para ter acesso ao edital, o interessado deve entrar em contato pelo WhatsApp, por meio deste link: https://bit.ly/gratuidade-senai e escolher a unidade de interesse.

As inscrições devem ser feitas presencialmente na unidade Firjan SENAI escolhida, até 18 de julho, e serão encerradas automaticamente quando o número de inscritos atingir o limite de vagas oferecidas. As aulas terão início em agosto deste ano.

Há oportunidades em cursos técnicos de Automação Industrial, Construção Naval, Eletrotécnica, Mecânica, Desenvolvimento de Sistemas, Eletromecânica, Petroquímica, Segurança do Trabalho, Logística, Redes de Computadores e Planejamento e Controle de Produção.

“A qualificação técnica é essencial para a empregabilidade de jovens e adultos. Portanto, a Firjan SENAI está ofertando vagas gratuitas em cursos técnicos, visando ampliar as oportunidades de trabalho e de renda dos alunos. Estamos comprometidos em oferecer uma educação de qualidade que atenda às necessidades do mercado de trabalho e contribua para o desenvolvimento socioeconômico do estado do Rio de Janeiro”, destaca Edson Melo, gerente de Educação Profissional da Firjan SENAI.

Para participar, os candidatos devem preencher os pré-requisitos específicos dos cursos desejados, incluindo idade e escolaridade, além de renda familiar mensal per capita bruta seja de até 1,5 salário-mínimo federal, comprovado por meio de uma autodeclaração. É fundamental também ter acesso a um computador ou notebook, já que parte dos cursos será realizada de forma on-line, seguindo a estratégia EAD.

Processo seletivo
A prova de seleção será realizada no dia 20 de julho de 2024, das 10h às 12h, consistindo em questões de múltipla escolha de Língua Portuguesa e Matemática. Os candidatos devem apresentar comprovante de inscrição, documento oficial com foto e caneta esferográfica azul ou preta.

Cronograma
- Inscrições: 24/06/2024 a 18/07/2024
- Prova: 20/07/2024 (10h às 12h)
- Divulgação da classificação: 26/07/2024
- Matrículas: 29/07/2024 a 05/08/2024

Não haverá cobrança de taxa de inscrição e matrícula. O resultado será divulgado na unidade Firjan SENAI onde o candidato realizou a prova. Em caso de empate, critérios de desempate incluem maior nota em Língua Portuguesa, maior nota em Matemática, maior idade e ordem de inscrição.

Mais informações podem ser obtidas diretamente nas unidades Firjan SENAI ou por meio do link: https://bit.ly/gratuidade-senai.

Polícia prende quatro pessoas e apreende réplica de fuzil em comunidades de Itaguaí


Policiais do 24º BPM (Queimados) detiveram quatro indivíduos, durante uma operação nas comunidades Carvão, Weda e Engenho, em Itaguaí, na Baixada Fluminense, nesta terça-feira (9).

Na ação, foram apreendidos rádios transmissores, uma réplica de fuzil e farto material entorpecente a ser contabilizado.

A ocorrência foi encaminhada inicialmente à 55ª DP (Queimados) e, posteriormente, encaminhada à 50ª DP (Itaguaí).


Polícia prende cinco pessoas em Itaguaí e apreende material entorpecente


Durante patrulhamento pela comunidade do Sem Terra, em Itaguaí, policiais do 24º BPM (Queimados) detiveram cinco pessoas, nesta segunda-feira (8). 

Na ação, foram apreendidos um rádio comunicador e grande quantidade de material entorpecente. 

A ocorrência foi encaminhada à 50ª DP (Itaguaí).

quinta-feira, 4 de julho de 2024

OAB-RJ constata falta de ar condicionado, problemas de energia, carência de servidores e processos parados em fóruns de Itaguaí


A Comissão da Celeridade Processual, da Seccional Rio de Janeiro da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-RJ), fez diligências nos fóruns de Itaguaí, na Baixada Fluminense, nesta quinta-feira (04/07). Foram identificados problemas de estrutura, como falta de ar condicionado nas áreas comuns e irregularidades no fornecimento de energia, além de carência de servidores e prazos muito longos na tramitação dos processos judiciais.

A vice-presidente da OAB-RJ, Ana Tereza Basilio participou das diligências e se comprometeu a levar as demandas da advocacia à administração e à corregedoria do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro (TJRJ). Em Itaguaí, a Comissão da Celeridade Processual da OAB-RJ se deparou com morosidade, principalmente na 1ª Vara Cível, onde foram constatados processos há mais de 100 dias sem movimentação e cerca de 200 processos aguardando sentença. No cartório, foram identificados apenas dois servidores para um acervo de 5.800 processos.

“Vamos solicitar à corregedoria do TJRJ mais um funcionário para tirar esse acervo de mais de 100 dias. Estamos com uma morosidade muito grande no andamento dos processos. Soubemos que mandados de pagamento estão demorando até cinco meses para sair. Vamos pedir também mais um estagiário para a 2ª Vara Cível, onde há 6 mil processos em curso. Em Itaguaí, não tem ar condicionado nas salas comuns. A população e os advogados sofrem com o calor. Esse pleito será levado à administração do tribunal”, comentou a vice-presidente da OAB-RJ.